Sobre

O pensador alemão Martin Heidegger inicia o ensaio Pra quê Poetas? com uma pergunta: “pra quê poetas em tempos indigentes?” Nossa época é da indigência, pois o abismo do mundo se tornou visível entre os homens e as coisas. Diante da improbabilidade da razão em computar o invisível que nos perscruta, o pensamento poético aparece para dar sentido à história do pensamento humano que cada vez mais se encarrega em se torna numa frivolidade.

Por isso, trago esse blog como um escape para as discussões que procuram terminar no próximo ponto. Aqui, o pensamento estará em questão, pois a coisa do pensamento é algo a ser investigado e retirado da sua neblina que permeia os sentidos. Poesia, filosofia e literatura. Campos que serão abordados na procura de um modo de ser que tende a se comportar de maneira insurgente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s